Cultura em Macaé

Que País é Esse?

Nosso happy hour de ontem não poderia ter sido melhor. O mago Robson Farah se apresentou num dos pontos mais especiais de Macaé: o Churrasquinho do Chico. Localizado na Costa do Sol (em frente ao Posto Ipiranga), serve espetinhos e porções deliciosas, com preços honestos, que alimentaram um público leve, envolto num rock’n roll da melhor qualidade.

Por falar em excelência, não hesitamos em afirmar que Robson Farah é um dos grandes artistas musicais desse país. Seu show é encantador. Sua memória musical sempre me impressiona. Ele não utiliza nada parecido com script. Vai emendando sucessos intermitentes, com um amplo domínio das letras e do ritmo certo, abusando de arranjos criados em função do momento.

Legião Urbana, Titãs, Paralamas do Sucesso, Lulu Santos, Tim Maia e Cazuza brilhavam na voz do mago, sob a exibição dos ‘Off Docs’, do Canal Off, que exibia imagens fascinantes, num ‘cenário’ digno do brilho do evento.

 

Titãs. “Devia ter complicado menos
Trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos
Com problemas pequenos
Ter morrido de amor

Queria ter aceitado
A vida como ela é”.

Tim Maia. “Chego a ter medo do futuro
E da solidão que em minha porta bate”.

Lulu Santos, “Me dá um beijo, então
Aperta a minha mão
Tolice é viver a vida assim
Sem aventura”.

Paralamas, “A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê”.

“O mundo tão desigual
Tudo é tão desigual
O, o, o, o…
De um lado esse carnaval
De outro a fome total”

Cazuza brilhou demais. “Não me subornaram
Será que é o meu fim?”.

“A tua piscina tá cheia de ratos
Tuas idéias não correspondem aos fatos
O tempo não pára”.

Legião Urbana, “É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Porque se você parar pra pensar
Na verdade não há”.

“Nas favelas, no Senado
Sujeira pra todo lado
Ninguém respeita a Constituição
Mas todos acreditam no futuro da nação

Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?”.

Como a noite era de rock, Chico Buarque não brilhou. Apesar do nosso pedido, Chico ficou para um momento mais apropriado. Meu trocadilho sobre o Chico, no Churrasquinho do Chico, ficou seriamente prejudicado. Penso que minha ideia não correspondia aos fatos.

Isso não diminui em nada minha opinião sobre um artista que deveria estar brilhando nos melhores palcos do Brasil. Só sei que ontem compliquei menos, trabalhei menos, pensei mais, e resolvi me preparar na véspera de um jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo. Decidi aceitar a vida como ela é, e assumir que vivo num país repleto de enormes talentos, mesmo que pouco reconhecidos.

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shop giay nuthoi trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautiful