Cultura em Macaé

Só Não Sabia Que Seria Agora

Hemine Kroll

“Até os bicos dos meus peitos ficaram arrepiados!”, exclamou o furacão Andréia Martins, jurada do I Papo Fest (o The Voice Macaense), ao iniciar seu comentário no final da apresentação da candidata Lilian Vieira, que interpretou ‘Quem é Você’, da fabulosa Sandra de Sã.

“Pena eu ser o apresentador, senão eu diria qual parte do meu corpo está arrepiada!”, emendou Guilherme Kroll, editor-chefe do Portal Cultura em Macaé, e apresentador oficial do The Voice Macaense.

Quem é você, Lilian? Que voz é essa? que presença de palco! E o que foi a sinergia com a banda Black Doze, que está cada dia melhor?

Vou confessar uma coisa, aos leitores, que não é normal. Estou escrevendo essa crônica ouvindo a apresentação gravada em dvd pela Kroll Consultoria e… estou arrepiado! E olha que são 7 horas da manhã… dois dias depois!

Com um dvd desses quem precisa de viagra?

A noite foi repleta de grandes talentos. Um verdadeiro show de furacões e muito romantismo. Os excelentes candidatos das noites anteriores estão revendo suas estratégias. Quem não ousar, será eliminado. Quem se esconder atrás da banda (e que banda, senhores!), ficará escondido por muito tempo. O nível cresce a cada música. Em cada apresentação, surge um novo campeão.

Penso que as tarde/noites das segundas-feiras são imperdíveis no Papo Furado, na entrada do Shopping Plaza Macaé. Segunda passada, cheguei no momento em que a Lilian passava sua música. Tive a sensação que o trânsito em frente ao shopping parou, que as aulas da Cidade Universitária foram interrompidas momentânemante, e que alguns corpos do IML ressuscitaram por alguns minutos.

A eliminada da noite de quarta, Viviana Cardoso, me encantou na segunda, com ‘É Isso Aí’, da Ana Carolina. A qualifiquei como uma das grandes favoritas do concurso, mas reconheço que ela foi irreconhecível na quarta. Já o Adilson Libarino, que trouxe a eterna ‘Volta para Mim’, do eterno ‘Roupa Nova’, estava extremamente acelerado na segunda, mas conseguiu injetar paz no coração, soltar o furacão que tem na garganta e nos pulmões, e dar um verdadeiro show na quarta. O que falar de quem nos trás o ‘Canto de Ossanha’?, que segundo Mestre Hiata é uma das músicas mais difíceis de todo festival?

Tudo isso, e muito mais, compuseram o enredo da terceira noite de uma festa que está só começando. A apresentação do roqueiro Ribamar ilustra bem. Praticamente sem ensaiar (não pôde comparecer na segunda-feira), levantou o Papo Furado com sua presença esfuziante, e mostrou que veio para ficar. Que vença quem escolher a música certa para o momento certo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shop giay nuthoi trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautiful