Cultura em Macaé

Em Nome de Jésus

Milena Kroll

A quarta noite do Papo Fest 2018 marcou a primeira vitória masculina na competição. Péra aí! Quem venceu foi um quarteto masculino: Almir Guineto, Zeca Pagodinho, Aldo Lopes e Jésus. Isso mesmo, Jésus.

O candidato Aldo Lopes trouxe para o palco do Papo Fest toda a magia de Zeca Pagodinho e Almir Guineto, ao interpretar a difícil música ‘Lama nas Ruas’, explicando que a escolha se deveu ao seu avô, Jésus, sambista e pagodeiro por vocação, que faleceu recentemente. Aldo solicitou uma mesinha e um copo de cerveja. Daí em diante, não ficou a dever para os autores da música, nem para Diogo Nogueira, que tem a excelência nessa interpretação.

Neila Arcanjo trouxe o melhor de Rita Lee, ‘Bem me Quer’ e mandou bem: “Bem me queiram, ou mal me queiram, o importante é que me queiram!”. Todos quiseram, e como quiseram. Tem gente querendo até agora… Seu choro no anúncio do grande campeão fala por si. “O Aldo mereceu. Ele energizou esse palco. Foi uma apresentação digna do grande artista que ele é”. Ele só, não! Sua mãe e seu irmão subiram no palco na comemoração e também arrebentaram.

A doce Michelle Ribeiro, campeã da primeira rodada, dessa vez terminou em terceiro. Única interpretação internacional da noite, a diva de voz marcante deu mais um show interpretando ‘All of Me’, praticamente a capela. Mesmo com algumas falhas técnicas, ela provou mais uma vez que é grande candidata ao título máximo do Papo Fest.

A diva de Miracema, Simone Marques, trouxe um clássico de Marina Lima (A Francesa) e terminou num honroso quarto lugar.

Anne Alves cantou Sandy e demonstrou, mais uma vez, que na hora em que ensaiar com a super Black Doze (até agora ela não compareceu aos ensaios) é forte candidata ao prêmio máximo.

A dupla sertaneja Maurício e Eliezer continua a fazer aparições corretíssimas. Donos de química e sincronia invejáveis, continuam encantando a porção Michel Teló desse apresentador.

Ediny Ferreira é a alegria do Papo Fest. Ontem, com ‘A Volta da Gafieira’, de Alcione, ela voltou a transformar o Papo Furado em Toca do Midão. Teve até um semi strip tease. Exagero da minha parte. Mas que me mexeu com o Junior Muniz (nosso brilhante jurado), mexeu.

Anderson Azevedo cantou ‘Codinome Beija-Flor’, e cresceu muito em relação à primeira apresentação. Nossos jurados continuam querendo vê-lo cantar sertanejo universitário.

Cortou o coração. O eliminado da noite foi um dos personagens mais importantes da música macaense. Uguaraci Santos trouxe o Nordeste para o palco do Papo Fest e incorporou um cover do Flávio José, interpretando ‘Meu Cenário’.

Pensando bem, e no próximo round, aonde 2 candidatos serão eliminados?

Isso reflete o sucesso do Papo Fest, o grande evento de Macaé nesse ano. Ontem, ninguém mereceu ser eliminado, mas é apenas uma competição. Hoje, o karaokê USantos já estará rufando na Praça Veríssimo de Melo. A Viviana já estará se apresentado com todo seu glamour. O Alex seguirá cantando com Bira Bello e Kemilly Cardoso. O Douglas continuará sendo o rei do Papo Furado. E a música macaense seguirá ganhando respeito a cada jornada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shop giay nuthoi trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautiful