Cultura em Macaé

Família Marrom

O marrom é a cor da terra por excelência. Significa maturidade, consciência e responsabilidade. Está ainda associada ao conforto, à estabilidade, à resistência e simplicidade.

Ontem, no ensaio do Grupo da Morte no Papo Fest, tive o prazer de entrevistar parte da Família Moura, ou Família Marrom. A Márcia Moura (seria Márcia Marrom?) é uma das fortes candidatas do The Voice Macaense e foi sorteada para um grupo que está arrepiando geral.

É impressionante o que vem acontecendo nos ensaios do Grupo 3. A qualidade e a ousadia dos candidatos só cresce a cada apresentação. Amanhã, na apresentação oficial, a emoção está garantida. Teremos Camille interpretando ‘Sangrando’, do Gonzaguinha, Jéssica desafiando com Whitney Houston, o Furacão Adilson, o imprevisível Ribamar, Ederson com sua voz deliciosa, e muito mais. Sem falar na Roberta, que deu um show a parte no palco do Papo Furado no fim do ensaio. Mesmo assim, a Márcia tem enorme destaque no grupo.

Só sei que a definição de marrom se encaixa bem no perfil de toda sua família.

Por que Família Marrom?

Num clã aonde o pai recentemente incorporou Ray Charles no Altas Horas, do Serginho Groisman, o membro (no bom sentido) mais famoso é seu irmão Marcelo Marrom.

“Oi gente, eu sou Marcelo Marrom. Sou comediante e músico, mas também faço palestra e sou meio metido a escritor. Enfim, sou um artista. Isso, artista é a palavra que melhor define minha pessoa, minha alma e essência”. Marcelo é um dos grandes talentos do humor brasileiro, tendo brilhado recentemente no Prêmio Multishow de Humor e no programa Altas Horas, além dos palcos do Brasil inteiro.

Márcio Moura, irmão de Márcia, tem brilhado no palco do Papo Furado às sextas-feiras, com seu Trio Chapado (Márcio – vocal e triângulo; Victor – zabumba; Renato – acordeon), que arrebenta no forró. “O Papo Furado tem ficado lindo nas sextas. A Escola de Dança Denise Trotti também se apresenta no espaço que a casa reserva para quem gosta de dançar. Eles chamam as pessoas nas mesas. A alegria rola solta pelo ar”.

Anderson Landi, o Pingo, um dos principais artistas musicais macaenses, não poupa elogios para Márcia. “A família inteira é talentosa. A Márcia é quem faz o estilo mais recatada. Fica quietinha com o marido e seus filhos, mas tem uma voz deliciosa. Ela vai longe no Papo Fest”.

“A Márcia canta muito mas não está acostumada com o público. Em cada round, ela vai crescer. Pode terminar entre os 3 melhores do Papo Fest”, emendou o irmão Márcio.

Para quem pensa que são só pais e irmãos, tem muito mais. “Ela é quem escolhe meu repertório e meu figurino”, confessou Márcia, se referindo a sua cunhada Helena, esposa do Márcio. “Tenho certeza que a Márcia vai ganhar”, exclamou Helena.

“Ainda não falamos do quarto irmão. O Marcos (41) é cinegrafista da Rede Globo, em São Paulo. Ele toca piano demais”, falou Márcia (48), a irmã mais velha do quarteto. Ao lado de Marcelo (47) e Márcio (43) formam um grande time de artistas. “Meus pais, José Luis e Talita, são os grandes responsáveis por tudo isso”.

“A história não terminará nos irmãos. Agora, estão vindo os filhos”, prosseguiu Márcia. “Os meus, Giovanna (19) e Caio (16) adoram música. Os filhos do Márcio, Alexandre (17) e Carolina (13) cantam e tocam qualquer instrumento. O Caio e a Carol serão grandes favoritos no Papo Kids”.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shop giay nuthoi trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautiful