Cultura em Macaé

Papo Fat

Driele Rosa

A escolha da música está sendo cada vez mais determinante nas etapas decisivas do Papo Fest, o The Voice Macaense. O que foi a noite de ontem da super apresentação do segundo round dos 8 candidatos do grupo 3?

Uma verdadeira seleção de grandes vozes e interpretações que jamais sairão da lembrança de quem construiu uma casa lotada, alegre e colorida.

Roberta Santana, que já havia dado um grande show na segunda-feira (as noites desse dia da semana são imperdíveis), acertou a mão, ou a voz, ao trazer a Fat Family para o palco mágico do Papo Fest. Ou seria Fat Papo? ou Papo Fat?

Só sei que ela arrasou com ‘Perdi Você’ e ninguém saiu perdendo. Lilian Vieira, a campeã do primeiro round, teve problemas com sua voz, mas mesmo assim finalizou em segundo, cantando ‘Se Quiser’, da Tânia Mara.

Ed deu um show inesquecível interpretando Adelle (Rolling in The Deep) e ficou em terceiro, empatado com a abusada Camile Fonseca, que continua desafiando a competente Banda Black Doze ao trazer músicas de difícil performance. Ontem, ‘Sangrando’, de Gonzaguinha. A diferença entre todos foi mínima.

“Impressionante a qualidade de todos. São muitos favoritos. A escolha da música vai determinar as próximas decisões. O enredo, o figurino e a interpretação também serão vitais. A Maria Luiza (Elevador, de Maria Carolina) é uma grande artista. Sua presença de palco é apaixonante. Ela finalizou num honroso quinto lugar “, declarou Guilherme Kroll, editor-chefe do Portal Cultura em Macaé e apresentador do Papo Fest.

“O Adilson (Libarino) é um furacão. Sua capacidade vocal é estrondosa. Ele ainda vai brilhar muito na música. Trouxe Jota Quest (Só Hoje) e levantou o Papo Fest mais uma vez.

A Márcia Moura, ou Márcia Marrom, fêz uma exibição digna da artista que é. Acertou com ‘Eu Sei de Cor’, da Marília Mendonça. Quem ler sétimo lugar pode não entender que ela teve uma atuação de grande campeã. Além disso, representa a alegria do Papo Fest. Seu carisma é contagiante.

A Jéssica foi eliminada cantando Whitney Houston (I Have Nothing). Deveria haver um regulamento que proibísse eliminar quem interpreta Whitney Houston. Até pensei que o Claudinho (Midão, proprietério do Papo Furado e idealizador do concurso) fosse representar o guarda-costas Kevin Costner. Infelizmente, a Jéssica ficou nervosa e esqueceu a letra da música. Não repetiu sua performance do ensaio de segunda-feira. Ontem, o Flamengo foi eliminado da Copa do Brasil, mas continua sendo o Flamengo. A Jéssica tem que continuar sendo a Jéssica, desafiando a acomodação vocal. Ainda vai brilhar nos palcos da vida.

A MVP (Most Valuable Player) da noite foi a líder dos jurados, Sandra Cesário. Ela voltou a reunir um Corpo de Jurados fenomenal. Os Robsons (Farah e Ávila) são demais. A Andréia Martins, meu Furacão Descalço, é deliciosa. Eles deram um enorme toque de classe e alegria ao evento.”, prosseguiu Kroll.

No próximo round só sobreviverão 6 craques em cada time. 24 artistas serão re-divididos em sorteio. Agora o bicho pega. “Aqui ninguém canta ‘Sapo com Chulé’. Só tem de Whitney Houston, Michael Jackson, Adelle, Roberto Carlos, Tim Maia, para cima. Aconselho assistirem aos ensaios nas segundas-feiras. Quartas, então, é covardia. Vai perder quem não acreditar nisso”, finalizou Kroll.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shop giay nuthoi trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautiful